Características Epidemiológicas da Levedura Emergente Candida auris

Autores

  • Irineu Ferreira da Silva Neto Faculdade de Medicina Estácio de Juazeiro do Norte. CE, Brasil.
  • Isadora Ellen Feitoza Ricardino Faculdade de Medicina Estácio de Juazeiro do Norte. CE, Brasil.
  • Maria Beatriz Silva Duarte Faculdade de Medicina Estácio de Juazeiro do Norte. CE, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.17921/1415-5141.2021v25n2p120-124

Resumo

As infecções fúngicas são cada vez mais reconhecidas como uma ameaça mundial à saúde humana. A espécie de Candida, denominada como Candida auris tem adquirido um grande destaque dentre as demais, visto que, se apresenta potencialmente patogênica, pois possui multirresistência e consegue persistir facilmente em ambientes hospitalares. Dessa forma, objetivou-se investigar na literatura as características epidemiológicas da levedura emergente C. auris. Trata-se de uma revisão de literatura integrativa, realizada nas bases de dados: PubMed, SciELO e Google Scholar, utilizando os descritores: Candida auris, Epidemiologia “Epidemiology”, Tratamento “Treatment”, combinados pelo operador booleano “AND”. Selecionou-se estudos publicados no ano de 2020, no idioma português ou inglês. De acordo com os dados coletados, a C. auris afeta adultos e crianças com uma variedade de fatores de risco, como cateteres venosos centrais e uso excessivo de antimicrobianos, apresentando-se como um fungo de alto poder de transmissão horizontal e grande taxa de resistência a antifúngicos, sendo necessário a combinação de dois ou mais fármacos para o tratamento de candidemias. Além disso, essas infecções são responsáveis por uma taxa de mortalidade em 30 dias de 39,5 %. Dessa forma, é imprescindível que medidas mais exigentes de vigilância, controle e notificação sejam aplicadas de forma que novos casos de infecção por C. auris sejam tratados corretamente a fim de minimizar a transmissão e evitar surtos epidêmicos, especialmente em ambientes hospitalares.

 

Palavras-chave: Candida auris. Epidemiologia. Tratamento.

 

Abstract

Fungal infections are increasingly recognized as a global threat to human health. The Candida species, known as Candida auris, has gained great prominence among the others, as it is potentially pathogenic, as it has multi-resistance and can easily persist in hospital environments. Thus, the objective was to investigate in the literature the epidemiological characteristics of the emerging yeast C. auris. This is an integrative literature review, carried out in the databases: PubMed, SciELO and Google Scholar, using the descriptors: Candida auris, Epidemiology “Epidemiology”, Treatment “Treatment”, combined by the Boolean operator “AND”. Studies published in 2020, in Portuguese or English, were selected. According to the data collected, C. auris affects adults and children with a variety of risk factors, such as central venous catheters and excessive use of antimicrobials, presenting itself as a fungus with high horizontal transmission power and high resistance rate to antifungals, being necessary the combination of two or more drugs for the treatment of candidemias. In addition, these infections are responsible for a 30-day mortality rate of 39.5%. Therefore, it is essential that more demanding surveillance, control and notification measures are applied so that new cases of C. auris infection are correctly treated in order to minimize transmission and avoid epidemic outbreaks, especially in hospital environments.

 

Keywords: Candida auris. Epidemiology. Treatment.

Downloads

Publicado

2021-12-14

Edição

Seção

Artigos